Bexident Post tratamento coadjuvante Lider no tratamento pós-cirúrgico de tripla ação1

Bexident Post

Ação regeneradora e cicatrizante. Antisséptico de amplo espectro. Reduz a inflamação.

Excelente eficacia clínica em mais de 1000 utilizadores2

Único com formato em gel e colutório

Experiência internacional

Chitoheal Tech® Healing

Chitosan + clorexidina 0,2%

Cranpearls Tech

Tecnología ChitoHealTech®

Bexident® Post é a gama de produtos com tecnologia Chitoheal Tech® que proporciona uma ação reparadora e antisséptica graças à sua innovadora combinação de quitosano e cloro-hexidina a 0,2%. Reduz a reatividade e sangramento das gengivas (Alantoina e Dexpantenol). Ação prolongada graças ao seu excipiente bioadesivo. A sua aplicação pós-cirugia permite reduzir a utilização de analgésicos.

Activos com eficácia e segurança demonstrada

Chitosan

Polímeros biologicamente ativo:

* Ação cicatrizante7

* Ação reeptelizante 8,9

* Ação hemostática 10

* Ação mucoadesiva pela sua carga positiva11

* Ação anti- microbiana12


Segurança demonstrada

Sem resposta alérgica em pacientes com alergia ao marisco13, 14

Chlorhexidine 0,2%

Proporciona uma ação antisséptica

Dexpantenol e Alantoína

Ajudam a reduzir a inflamação, a reparar as gegivas e a mucosa epitelial

Excipiente bioadesivo

Ação prolongada

Chitosan

O Chitosan (ou quitosano) é um polissacarídeo natural. Obtem-se atravês de um processo de desacetilação parcial a partir da quitina, um polímero que forma parte do esqueleto dos crustáceos e insectos e também presente em alguns fungos14. É um polímero de N-acetilglucosaminas e glucosaminas, biocompatível e biodegradável por liposomas. As suas características fisioquímicas são especialmente úteis para a preparação de produtos farmacêuticos e as suas propriedades biológicas justificam a sua utilização na medicina 7, 14.

Eficácia clinicamente demonstrada

Gargallo J., et al. Demostración in vitro del efecto cicatrizante y antiinflamatorio de un gel gingival. Póster presentado en el VII Congreso Nacional de la Sociedad Española de Cirugía Bucal. Almería, 2009.

López López, J. E cacy of clorhexidine, dexpanthenol, allantoin and chitosan gel in comparison with bicarbonate oral rinse in controlling post-interventional inflammation, pain and cicatrization in subjects undergoing dental surgery.Current Medical Research & Opinion 2015, 1-5..

Bexident Post Colutório

Bexident Post Gel tópico

O que não sabia sobre os processos cirúrgicos

Riscos após a intervenção

Após um processo cirúrgico podem surgir determinados riscos como uma possível infeção ou problemas de cicatrização dos tecidos.

Ação reparadora

É importante utilizar produtos com tripla ação: que evitem a infeção após a intervenção, ajudem a cicatrização dos tecidos e diminuam a reatividade

1. Unidades vendidas de productos con efecto Regenerador, Antiséptico y Antiinflamatorio en tratamiento postquirúrgico. Datos de IQVIA España, YTD Agosto 2018. 2. Estudio EPIMO (Evaluación de la efectividad de Bexident Post Gel Tópico en la cicatrización de las heridas de la mucosa oral), 2011. 3. Unidades vendidas de Bexident Post en España, Portugal y México. Datos de: IQVIA España, hmR Portugal, Gknoblock México. 4. Unidades vendidas de Bexident Post en España, Portugal y México desde Sept. 2009 a Abril 2018. Datos de: IQVIA España, hmR Portugal, Gknoblock México. Estimación : 1 unidad vendida = 1 paciente tratado. 5. Gargallo J., et al. Demostración in vitro del efecto cicatrizante y antiinflamatorio de un gel gingival. Póster presentado en el VII Congreso Nacional de la Sociedad Española de Cirugía Bucal. Almería, 2009. 6. López López, J. Ecacy of chlorhexidine, dexpanthenol, allantoin and chitosan gel in comparison with bicarbonate oral rinse in controlling post-interventional inflammation, pain and cicatrization in subjects undergoing dental surgery. Current Medical Research & Opinion 2015, 1–5. 7. Ueno H, Mori T, Fujinaga T. Topical formulations and wound healing applications of chitosan. Adv Drug Deliv Rev. 2001;52(2):105-15. 8. Jin Y, Ling PX, He YL, Zhang TM. Eects of chitosan and heparin on early extension of burns. Burns. 2007;33(8):1027-31. 9. Alsarra IA. Chitosan topical gel formulation in the management of burn wounds. Int J Biol Macromol. 2009;45(1):16-21. 10. Recinos G, Inaba K, Dubose J, Demetriades D, Rhee P. Local and systemic hemostatics in trauma: a review. Ulus Travma Acil Cerrahi Derg. 2008;14(3):175-81. 11. Patel, D., Smith, A. W., Grist, N., Barnett, P., Smart, J. D. (1999) An in vitro mucosal model predictive of bioadhesive agents in the oral cavity. J. Control. Rel. 1999; 61: 175-183. 12. Singla AK, Chawla M. Chitosan: some pharmaceutical and biological aspects--an update. J Pharm Pharmacol. 2001;53(8):1047-67. 13. Waibel KH1 et AlSafety of chitosan bandages in shellfish allergic patients. Mil Med. 2011 Oct;176(10):1153-6. 14. Smith et al. Chitosan A promising safe and immune-enhancing adjuvant for intranasal vaccinesHuman Vaccines & Immunotherapeutics 10:3, 797–807; March 2014.


www.isdin.com Utiliza cookies propias y de terceros para su funcionamiento, para mantener la sesión y personalizar la experiencia del usuario, así como para obtener estadísticas anónimas de uso de la web. Para más información sobre las cookies utilizadas consulta nuestra POLÍTICA DE COOKIES